Café com Aner mostra como o STF lida com a desinformação

Café com Aner mostra como o STF lida com a desinformação

3 de julho de 2024
Última atualização: 3 de julho de 2024
4min
Tela de computador em reunião online mostra convidados do Café com Aner para falar do tema como o STF lida com a desinformação
Victor Durigan (de terno) e Mariana Oliveira (de blusa preta) falaram como o STF lida com a desinformação. Imagem: Reprodução Café com Aner
Márcia Miranda

O debate do Café com Aner da terça-feira 02 de julho foi sobre como o Supremo Tribunal Federal (STF) lida com a desinformação. Mariana Oliveira, secretária de Comunicação e Victor Durigan, coordenador de Combate à Desinformação do STF, conversaram com os publishers e apresentaram as estratégias que a instituição realiza para combater as fake news e o desconhecimento sobre como a Corte funciona.,

Durante a conversa, Mariana explicou a estrutura da comunicação do STF, que inclui uma emissora de TV e rádio, além de uma equipe de imprensa e redes sociais. A operação da rádio e TV Justiça representa 80% da força de trabalho.

“O STF atende em média 3 mil jornalistas por mês, com 90% dos atendimentos realizados via WhatsApp”, disse ela, explicando que, atualmente, a comunicação do STF visa despersonalizar os ministros e focar na instituição. “A estratégia inclui explicar, justificar e aproximar as decisões do STF da vida das pessoas”, informou.

Victor explicou o Programa de Combate à Desinformação foi instituído em 2021, para enfrentar as narrativas que distorcem as decisões do STF. O programa é baseado em parcerias e possui três eixos principais: compreensão da desinformação, redução do impacto das narrativas e recuperação da confiança na instituição.

Playbook faz parte do Programa de Combate à Desinformação

Foi através deste programa que a Aner desenvolveu o playbook ‘Como funciona o STF para jornalistas’, em parceria com o Supremo. O documento é composto de uma introdução sobre o funcionamento da instituição e de perguntas e respostas que explicam o funcionamento dos ritos processuais e das áreas do STF.

A ideia é que o documento siga em desenvolvimento, com o acréscimo de perguntas e informações sugeridas pelos próprios jornalistas pelo email da comunicação do STF, o imprensa@stf.jus.br.

O documento já está disponível na página do STF. Clique aqui para baixar.

O manual foi citado pelo ministro Luis Roberto Barroso, presidente do STF, em reunião plenária no último dia 26 de junho. Na ocasião ele também destacou as frases da campanha ‘Nosso lado é o da informação’, de enfrentamento à desinformação e fake news.

Fique em dia com as novidades do mercado editorial. Junte-se à Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner).

Resumo sobre as sessões em linguagem acessível à população

Outro projeto que está em andamento para facilitar o acesso da população ao STF é o Informação à Sociedade. O projeto disponibiliza resumos de julgamentos no site do STF, incluindo questões jurídicas envolvidas e resultados.

“Nessa página você consegue ter um Panorama de todos os julgamentos consegue fazer estatística do que foi julgado, os fatos das ações, as questões jurídicas envolvidas, as razões para aquela decisão e o resultado com um resumo bem curtinho, sobre cada um dos julgamentos”, explica Mariana.

Outra iniciativa que mostra como o STF lida com a desinformação é o Entenda, um programa que explicar antecipadamente o que está em jogo em julgamentos relevantes.

“Estamos muito felizes com esse projeto de parceria da Aner com o STF. Na semana passada a Mariana nos recepcionou, eu e Regina (Bucco, diretora executiva da Aner) no Supremo e a gente pode mostrar o Manual aos ministros”, comemorou o presidente da Aner, Rafael Soriano. “Estamos de portas abertas para construir outros frutos dessa nossa parceria”, finalizou.

Perdeu o Café com Aner?

Veja em nosso Canal do YouTube todos os 97 Cafés que já realizamos desde 2021!

Márcia Miranda
Administrator