A história de uma capa histórica

eco-02Na manhã de 26 de julho na sede da ANER, a Comissão de Design promoveu um encontro com o publicitário Eco Moliterno. Estiveram presentes o Presidente da ANER Fábio Petrossi Gallo, a Diretora Executiva Maria Celia Furtado, designers, diretores de arte e jornalistas das principais editoras associadas da ANER.

Os convidados foram inspirados pela história, pelo compartilhamento de técnicas e a belíssima arte de Eco.

Desde menino já fazia caricaturas de seus professores e foi até convidado para ilustrar o jornal do colégio.

Anos depois, seu primo, conhecendo suas habilidades, o convidou para ilustrar uma revista de de rock, fazendo caricaturas de grandes bandas.

eco-04A grande inspiração de Eco é o ilustrador do The New York Times – Al Hirschfeld, que chegou a ver seu portifólio e o indicar à Revista The New Yorker, o que o motivou ainda mais a seguir com sua arte e a aprimorá-la utilizando em suas caricaturas técnicas de colagem, textura e fotografias. Um trabalho de pesquisa que dá mais veracidade à sua arte. Na ilustração ao lado, a testa, orelha do cineasta Tarantino e textura do queixo, são coladas entre os traços de seus desenhos e ganham uma estética realista.

eco-05

As cariacaturas de Picasso e Jorge Luis Borges.

Com toda sua bagagem, Eco trouxe para o grupo da Comissão de Designers da ANER, a sua história no mundo das artes e um valioso case: “a capa de retrospectiva da VEJA” inspirada no famoso quadro Guernica de Picasso.

Tudo começou com um convite de Rafael Costa para que Eco ilustrasse a capa da retrospectiva da revista Veja, cujo briefing seria a obra Guernica de Pablo Picasso. Foram dias seguidos de trabalho incansáveis para reunir os principais acontecimentos do ano, baseando-se nas figuras e elementos do quadro.

O interessante é que a edição que seria “Retrospectiva 2016” ganhou o nome de “Guernica 2016”.

eco-moliterno-capa-historica-detalhe

A arte pautou a edição que foi impressa em quatro capas à escolha do leitor. Os convidados na ANER puderam acompanhar passo a passo da criação e ainda manusearam os originais em papel e as quatros versões da revista impressa.

eco-08Foi uma manhã inspiradora para jornalistas, designers e editores de arte presentes. A bagagem de Eco, a ousadia em buscar novas técnicas e o resultado de uma capa como Guernica 2016, é um case em vários sentidos. A grande mensagem que nos deixou foi a condução do trabalho e parceria entre as equipes de arte e de texto. Uma capa inovadora atrai leitores interessados em ter experiências no off-line e gera negócios relevantes para suas marcas. O impresso garante uma experiência completa para o consumidor que hoje, segue, curte e compartilha revistas na internet, mas que sem dúvida levaria uma obra de arte impressa como a edição “Guernica 2016” para casa.

Eco Moliterno, publicitário e Chief Creative Office da Accenture Interactiv para a América Latina, que de acordo com o ranking Agency Report, do Advetising AGE, é considerada a maior rede de agencias digitais do mundo.Premiado por suas ilustrações, Eco seguiu seu trabalho na publicidade e atuou por 7 anos na agência AFRICA, que é uma das maiores agências do Brasil. Considerado um dos 20 publicitários mais influentes do Brasil e um dos 15 brasileiros mais influentes da internet. Em 2016, foi eleito o segundo publicitário mais admirado por profissionais de marketing do país.

Agradecimento especial ao Eco Moliterno e a Rafael Costa, Marcos Marques que organizaram a participação de Eco no Café com Arte.

Não percam o próximo encontro!

POSTS RELACIONADOS