#40: Brasil sediará FIPP Ibero-American Magazine Media Conference 2014

São Paulo 2014[C]onforme anunciado no 39o Congresso Mundial de Revistas da FIPP, realizado em setembro na Itália, o Brasil será a sede da 5ª Conferência Ibero-Americana de Revistas em 2014. O evento acontecerá nos dias 22 e 23 de setembro em São Paulo, no World Trade Center, simultaneamente com a oitava edição do Fórum ANER de Revistas.

A FIPP, assim como as associações latino-americanas de revistas, farão a divulgação local do evento, que reunirá editores sul-americanos, hispano-americanos e ibéricos, além de representantes de Angola e Moçambique. Bloqueie desde já sua agenda para este que será o maior evento do mercado de revistas e de comunicação de língua portuguesa e espanhola.


FIPP Congress Roma – De 23 a 25 de setembro, realizou-se em Roma o maior e mais conceituado encontro de representantes do mercado mundial de revistas, o FIPP World Magazine Congress 2013, que reuniu mais de 700 pessoas. Pelo Brasil, participaram o presidente Frederic Kachar e a diretora executiva da ANER, Maria Célia Furtado, acompanhados por Thomaz Souto Corrêa e Elda Muller, ambos da Editora Abril.

foto
Da esq. para dir.: Frederic Kachar, Maria Célia Furtado e Thomaz Souto Correa

Palestrantes de todas as partes do mundo apresentaram e discutiram novas soluções, perspectivas e tendências para as revistas. Coincidentemente, três deles estiveram no VII Fórum ANER, onde abordaram os mesmos assuntos aqui apresentados, inclusive pesquisas.

“O Congresso FIPP teve um mantra geral: a transição para o digital. Ao mesmo tempo que se contaram casos de sucesso em papel, diversos palestrantes deram exemplos de ações em que suas revistas aderem ao meio digital, alavancando a força da marca e aumentando a audiência para muito alem dos leitores em papel”, contou Thomaz ao EMREVISTA. O próximo congresso mundial da FIPP deve acontecer em 2015, no Canadá.

foto-3
Na foto, diretores executivos reunidos para uma rodada de informações sobre o mercado de revistas. Chris Llewellyn, presidente e CEO da FIPP, fez uma breve explanação sobre as mudanças que estão ocorrendo, com foco nas atividades mundiais da Fipp, como workshops, fóruns e uma síntese da pesquisa “Digital Media Factbook”. A ANER apresentou um panorama do mercado brasileiro e das atividades desenvolvidas pela entidade, com destaque para o novo modelo do Fórum.

Para 94%, VII Fórum ANER de Revistas cumpriu expectativas

[A] sétima edição do Fórum ANER de Revistas atendeu as expectativas de 73% dos presentes e superou as de 21%, segundo pesquisa online realizada pela entidade. A organização geral do congresso também foi bem avaliada, com 84% do total classificando-a como boa ou excelente.

O estudo foi realizado durante duas semanas apenas com aqueles que disponibilizaram seus e-mails no momento da inscrição. A ANER agradece aos que responderam a pesquisa e afirma que todos os dados colhidos serão analisados internamente para melhoria do evento nos próximos anos.

Organização Geral
32% Excelente
52% Bom
15% Regular
1% Ruim
0% Péssimo

Atingiu as expectativas?
73% Sim
21% Sim, superou
6% Não

Câmara de SP aprova projeto que amplia venda de produtos em bancas

[A] Câmara Municipal de São Paulo aprovou no último dia 16 um projeto de lei (PL 432/2013) que amplia a diversidade de produtos à venda nas bancas de jornais e revistas do município. Agora, o jornaleiro poderá usar até 25% do espaço físico do seu ponto para a venda de produtos não-editoriais, como bebidas não alcoólicas, doces, artigos eletrônicos e até brinquedos.

O projeto ainda precisa passar pela sanção do prefeito Fernando Haddad (PT), que tem até 15 dias úteis para analisar a matéria. Em maio passado, o líder do Executivo vetou um projeto similar alegando que ele poderia “descaracterizar a função das bancas de jornais” (#36).

Desta vez, o presidente da Câmara e autor da matéria, José Américo (PT), acredita que o projeto será sancionado, uma vez que chegou-se a um texto de consenso entre as partes. A ANER seguirá acompanhando o assunto e divulgará as novidades no site: www.aner.org.br.

Clique AQUI e veja a íntegra do projeto de lei, de autoria do presidente da Câmara, José Américo (PT)

Projeto de lei de incentivo a revista em quadrinhos é aprovado

[A] Comissão de Cultura (CCULT) da Câmara dos Deputados aprovou neste mês o projeto de lei (PL) 6060/09, que estabelece incentivos fiscais para a produção, publicação e distribuição de revistas em quadrinhos nacionais. O projeto segue agora para a Comissão de Constituição, Justiça e de Cidadania (CCJC) para análise constitucional e jurídica, em caráter conclusivo.

Segundo o projeto, editoras que atingirem o percentual mínimo de 25% de quadrinhos nacionais publicados, considerando-se o conjunto das publicações do gênero produzidas a cada ano, receberão desconto de até 25% no Imposto de Renda sobre o total investido. Já se atingirem um mínimo de 35% de conteúdo nacional, o percentual sobe para até 50%.

Vale citar que o PL reconhece como HQs nacionais aquelas produzidas, escritas e desenhadas por artistas brasileiros ou estrangeiros radicados no Brasil, e editada por empresa sediada no país. Além do mais, tanto publicações impressas quanto digitais serão consideradas no cálculo percentual dos títulos lançados por ano, desde que registradas e com número de ISBN ou ISSN.

Caso sejam veículos de circulação diária, semanal ou mensal, deverão seguir a mesma relação percentual de tiras nacionais em comparação com as tiras estrangeiras. Por fim, o projeto prevê a implementação, pelo Poder Público, de medidas de apoio e incentivo à produção de histórias em quadrinhos, como um edital de incentivo e inclusão de obras no material didático-escolar.

ANER anuncia mudanças no Conselho Diretor

[N]o último dia 15, a ANER oficializou duas mudanças na composição de seu Conselho Diretor. José Roberto Maluf, da Editora Spring, foi escolhido para a função de Diretor Tesoureiro, enquanto Silvino Brasolotto Jr., da Editora Alto Astral, assumiu a posição de Diretor Conselheiro.

O presidente da ANER, Frederic Kachar, em nome do grupo, deu as boas vindas aos novos conselheiros, que, por sua vez, agradeceram o convite e se mostraram bastante dispostos a colaborar com os trabalhos da entidade.

Conheça as novas regras para realização de concursos culturais

[E]m vigor desde 18 de julho deste ano, a portaria 422/13 do Ministério da Fazenda ainda gera muitas dúvidas sobre a realização e divulgação de concursos culturais. Percebendo a dificuldade dos editores associados, a ANER preparou um mini-guia para simplificar as novas determinações e facilitar a adaptação. Confira abaixo o que pode e não pode ser feito:

Publicidade

  • Não pode incluir propaganda da empresa ou de terceiros;
  • Não pode incluir marcas, nomes, produtos/serviços da empresa ou de terceiros no material de comunicação;
  • Não pode incluir marcas como nome da promoção, pergunta ou resposta do concurso;
  • Não pode divulgar a marca do prêmio;
  • Pode incluir, de maneira discreta, o logo da marca institucional da empresa promotora

Tipo de prêmio

  • Não pode ser de produtos ou serviços da promotora

Realização

  • Não pode ser em televisão ou redes sociais (as redes sociais podem ser apenas canal de divulgação)
  • É obrigatório usar um hotsite que não esteja vinculado ao nome de qualquer marca. Ex.: www.nomedoconcurso.com.br
  • Não pode ser vinculado a eventos, datas comemorativas ou campeonatos esportivos

Necessidade de sorte

  • Não pode conter nenhum tipo de adivinhação

Necessidade de aquisição de bens

  • Não pode vincular o concurso a compra de produtos/serviços. Ex.: “Compre e Concorra/Participe”

Fornecimento de informações

  • Não pode exigir preenchimento de cadastro ou resposta a pesquisa

Divulgação do concurso

  • Não pode acontecer na embalagem de produto da empresa ou de terceiros

ATENÇÃO: Esta restrição contempla as seguintes modalidades de concursos: corridinhas (onde os X primeiros ganham prêmio); quiz (onde os prêmios estão atrelados a respostas corretas); e concursos onde a escolha do ganhador dependa de seleção prévia de comissão julgadora da empresa.

SAIBA MAIS: Mercado explica regras de concursos culturais (M&M) | Fazenda restringe regras de concursos culturais (M&M)

Câmara pede urgência para projeto de lei sobre direito de resposta

[N]o dia 8 de outubro, o deputado e líder do partido José Guimarães (PT/CE) apresentou ao Plenário da Câmara dos Deputados um requerimento de urgência (REQ 8774/13) para apreciação do Projeto de Lei (PL) 6446/13. A matéria, de autoria do senador Roberto Requião (PMDB/PR), trata do direito de resposta ou retificação do ofendido por matéria divulgada, publicada ou transmitida por veículo de comunicação social.

No dia seguinte, a deputada Luciana Santos (PC do B/CE) reforçou o coro e entrou com requerimento de urgência urgentíssima (REQ 8793/13) ao Plenário. Porém, até o fechamento desta edição, a matéria ainda não havia sido apreciada pela Câmara dos Deputados. A ANER segue acompanhando as atualizações deste assunto em seu site: www.aner.org.br.

Vale-Cultura: empresas já podem cadastrar funcionários

PageLines- slider-valecultura.gif[D]esde o fim de setembro o Governo Federal vem cadastrando empresas interessadas em oferecer o Vale-Cultura a funcionários com carteira assinada e renda mensal de até cinco salários mínimos. Segundo o Ministério da Cultura (MinC), o benefício de R$ 50 mensais para uso em produtos e serviços culturais é cumulativo e deverá estar disponível até o fim deste ano.

Para fazer a habilitação, o empregador deve acessar http://vale.cultura.gov.br, clicar em “Cadastrar Beneficiária” e preencher o formulário, escolhendo também a operadora do cartão com a qual gostaria de trabalhar. A prioridade inicial são os trabalhadores com até cinco salários mínimos, mas o benefício poderá ser estendido a todos os funcionários.

Dedução fiscal – Para as empresas de lucro real, é possível deduzir até 1% do imposto de renda para abater as despesas com o benefício. As empresas que utilizam o regime de lucro presumido ou Simples também poderão oferecer o Vale-Cultura, e o valor do benefício não será tributado com encargos sociais, nem terá natureza salarial.

Segunda parte de palestra sobre gestão reúne jornaleiros em SP

[N]o último dia 8 de outubro, os jornaleiros da Grande São Paulo tiveram nova oportunidade de aprender mais sobre gestão na segunda parte da palestra de gerenciamento de bancas promovida pela ANER em parceria com Sebrae, DGB e SindijorSP.

No evento, os jornaleiros receberam o diagnóstico da pesquisa realizada no primeiro encontro, em agosto (#39). Os resultados vão ajudar o Sebrae a preparar novos cursos de capacitação para os profissionais de venda avulsa. O evento deve acontecer também no Rio de Janeiro, ainda sem data definida.

Clique AQUI e veja fotos do evento na página da Dinap no Facebook.

ANER promove palestra sobre mídias sociais para editores de revistas

[C]ada vez mais relevante nas redações, as mídias sociais foram tema de palestra no começo de outubro na sede da ANER, em São Paulo-SP. O uso destas novas ferramentas pelas editoras foi o foco do evento, comandado por três profissionais da Editora Globo: Alexandre Maron (membro da Comissão de Inovação Digital da ANER), Ana Brambilla e Cristiano Santos.

Durante quase quatro horas, os três abordaram boas práticas para lidar com a proximidade entre público, marca e conteúdo; métricas de engajamento; estratégias de relevância e avaliação de resultados. Tais temas estarão em um dos capítulos do inédito Guia Digital, produto que será lançado em 2014 e pretende ser referência sobre o uso das mídias digitais na edição de revistas.


Rotulagem do Papel Imune já está em vigor

[N]o último dia 1o de outubro, entrou em vigou a Instrução Normativa (IN) 1341, que estabelece a rotulagem nas embalagens de papel destinado à impressão de revistas, jornais e livros. A exigência, que visa coibir o desvio de finalidade do papel imune de impostos, deverá ser cumprida por fabricantes, importadores e comerciantes de papel que detenham o registro especial estabelecido pela Receita Federal em dezembro de 2009 (IN 976).

Slide3

POSTS RELACIONADOS