2015, um ano para olhar os desafios como oportunidades

Somos apaixonados por comunicação e motivados por desafios, por isso o otimismo é nossa resposta para as perguntas sobre o que se espera deste ano que se inicia. Ainda que as perspectivas para o país não sejam das melhores, especialmente na área econômica, acreditamos que o mercado de revistas precisa olhar para 2015 como um ano de grandes possibilidades.

O período de transição pelo qual passa nossa indústria continuará e a inovação será a palavra de ordem daqui para frente. Algumas tendências que têm surgido ao redor do mundo chegarão com força ao Brasil, como por exemplo o massivo investimento na produção de conteúdo em vídeo e novas tentativas de explorar as plataformas móveis.

Como presidente da ANER, posso assegurar que continuaremos investindo na valorização do meio, com pesquisas que mapeiem dificuldades e oportunidades do mercado, e campanhas que mostrem a anunciantes e agências que revistas são, sim, um bom investimento.

Para tanto, está nos planos o lançamento de uma nova edição atualizada do Factbook, criado para reunir, em um só lugar, dados de institutos independentes que comprovem que nossos produtos entregam quantidade, qualidade, audiência e atenção como ninguém. Sem dúvida, uma importante ferramenta para mostrar o que temos de melhor, especialmente a força das edições impressas.

Além disso, acredito que este será o ano em que as editoras terão que trabalhar ainda mais para fortalecer suas marcas. São elas que darão a credibilidade necessária para o conteúdo produzido, esteja ele no impresso ou no digital.

Nós, da ANER, também continuamos seguindo de perto o que acontece em Brasília, onde estamos posicionados, junto a outras entidades de mídia, para defender os interesses de nosso mercado.

É por isso que vejo este ano como um ano de dificuldades, sim, mas também de muitas oportunidades aos editores de revistas. Queremos ver o nosso meio cada vez mais forte e alinhado com as novas demandas, sem deixar de lado o que já foi conquistado.

Para isso, convido nossos associados a participarem ativamente dos trabalhos da associação, expondo seus problemas e buscando soluções coletivas, para que possamos ser uma única voz, forte e ativa.

É nisso que acredito, e é para isso que trabalhamos.

Um grande ano a todos,

Frederic Kachar
Presidente da ANER

POSTS RELACIONADOS